Para manter viva a chama da paixão



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Olá a todos, pareceu-me que hoje é um bom dia para falar de coisas positivas e que melhor maneira do que manter viva a chama do amor.

Todos presumimos que com o tempo o hábito acaba deteriorando os relacionamentos, principalmente se somos muito jovens e não temos clareza sobre nossos planos para o futuro.

Bem, desta vez convido você a me ajudar a enriquecer esses pontos que para mim devem ser essenciais em um relacionamento.

  • -Os detalhes são um gesto que não se deve perder, mas lembre-se de não torná-lo uma ação reflexa, pois assim se torna habitual.
  • -Complicidade, essa é uma forma de união que você só encontrará em um casal que seja um bom parceiro.
  • -Dizer que te amo nunca é demais, principalmente quando seu parceiro não está esperando.
  • -Tente fazer coisas novas que vocês dois gostem, dar um passeio nas montanhas, ir ao cinema ou simplesmente caminhar na chuva.
  • -Não presuma que sua parceira estará ao seu lado quando você precisar dela e porque ela te ama ela vai esperar por você e não vai se cansar da rotina, pense todos os dias no que fez vocês ficarem juntos, então você não vai esquecer o que a faz sorrir e a chama de amor vai viver.

Depois de dizer isso, tenho que esclarecer que essas diretrizes estão aprendendo com a minha experiência, são diretrizes gerais que muitos acharão piegas, mas que se as colocarmos em prática pelo menos uma vez por semana podem nos ajudar a alimentar o amor com amor. E ainda que Nada nos garante que o amor continuará a viver, podemos fazer a nossa parte e tentar ser felizes tornando felizes aqueles que amamos.

Como sempre aguardo suas opiniões e experiências, lembre-se que todos podemos aprender com todos.


Vídeo: Pr Hernandes Dias Lopes - Manter A Chama Acesa


Artigo Anterior

E se o bebê tiver um laço no cabo?

Próximo Artigo

Google e a mídia