Google oferecerá um portal de Internet para a rede WiMAX da Sprint


De acordo com um artigo publicado esta semana no arstechnica.com, o Google anunciou um acordo de colaboração com a Sprint Nextel. Pelo acordo, a gigante das buscas oferecerá um portal aos clientes que usam a rede WiMAX de alta velocidade da Sprint; o portal incluirá seu popular pacote de aplicativos da web.

Além disso, como parte do acordo, os usuários de WiMAX poderão pesquisar na Internet com o Google e fazer uso de versões dos serviços Gmail, Google Calendar e Google Talk, co-promovidos por ambas as marcas. De acordo com a Sprint, as duas empresas também usarão sua tecnologia de detecção de localização para oferecer "serviços de localização assistida".

"Essa colaboração levará ao que será a melhor rede de Internet móvel", disse o presidente da Sprint de banda larga móvel 4G, Barry West. “Permite-nos tirar partido das fortes tendências da mobilidade e da Internet e criar aplicações e serviços para wireless que tirem partido da história de inovação no desenvolvimento de produtos de cada empresa”.

Essa mudança marca a primeira vez que uma operadora sem fio dos EUA promove oficialmente um produto da marca Google. É claro que o Google já fez muitas incursões anteriores no mundo da tecnologia sem fio, que inclui uma série de aplicativos móveis, mas os interesses da empresa não param por aí. O Google recentemente mencionou seu interesse em licitar o espectro sem fio de 700 MHz, caso a FCC esteja disposta a aceitar as regras do leilão propostas por ela. Se o Google ganhasse o leilão, estaria em posição de competir diretamente com a Sprint, bem como com outros provedores de banda larga sem fio.

Mas, por enquanto, a colaboração contínua do Google com a Sprint vai dar um impulso, já que a Sprint e seu parceiro de WiMAX Clearwire estão tentando melhorar o perfil da rede. A tecnologia de banda larga sem fio tem lutado para decolar nos Estados Unidos, mas a Sprint planeja lançar a tecnologia sem fio de alta velocidade em Chicago, Baltimore e Washington D.C. até o final do ano e em 17 outras cidades dos EUA até abril de 2008. A empresa disse que espera atingir 100 milhões de usuários até o final de 2008.

Fonte: ArsTechnica



Vídeo: WiMAX broadband wireless technologies


Artigo Anterior

Segóvia: percursos e enigmas da cidade

Próximo Artigo

Voos baratos Barcelona