Internet e proteção infantil



Dicas para proteger a segurança das crianças na Internet e nos videogames.

Na semana passada, o The Telegraph publicou essas dicas práticas para pais preocupados com a segurança de seus filhos enquanto navegam na Internet.

1) Não entre em pânico ... a tecnologia nunca avançou tão rápido e é inevitável que as crianças joguem jogos cada vez mais sofisticados e usem a Internet de forma mais eficaz. O mais importante a lembrar é que a web é uma ferramenta poderosa para entretenimento e educação.

2) ... mas seja prático: é claro que existem perigos online, assim como em casa ou na vida real. Certifique-se de saber quais páginas eles navegam e por que gostam dos videogames que jogam. É importante que o computador ou console esteja em um espaço comum, como a sala de estar ou a cozinha, para que os pais possam ver o que os filhos estão fazendo.

3) Incentivar o uso efetivo da tecnologia ... hoje se sabe que o uso de computadores e até de videogames é benéfico para o desenvolvimento das crianças. Eles não apenas precisarão saber como usar a tecnologia quando crescerem, mas também oferecerá uma oportunidade relativamente segura de desenvolver a coordenação e até mesmo conhecer pessoas.

4) ... mas certifique-se de que entendeu: alguns videogames ensinam às crianças habilidades importantes, como cooperação ou paciência, mas outros simplesmente precisam cortar cabeças. Quanto melhor os pais entenderem do que trata cada um dos jogos, melhor poderão orientar suas escolhas. Caso você queira entrar em uma rede social para bater um papo com amigos, certifique-se de que eles escolham uma rede específica para crianças, como clubpenguin.com ou o jogo online Adventure Rock da BBC, ao invés de outras como Facebook ou MySpace.

5) Use os controles dos pais integrados: Atualmente, quase todos os navegadores têm controles dos pais eficazes.

6) Software de proteção especial de pesquisa: vários fabricantes vendem software projetado para limitar o que pode ser feito em um computador, como Cyberpatrol.com, que oferece a capacidade de limitar o tempo e o tipo de acesso à web. McAfee e Norton têm suas próprias versões.

7) E não se esqueça do celular: os modelos mais recentes são quase computadores de bolso. Todos os dias eles podem acessar a Internet, gravar vídeos e tirar fotos de alta qualidade e tocar música. Tente encorajar o uso responsável do celular, como faria com o PC.

8) Proteja a identidade online da criança: certifique-se de que ela está ciente da quantidade de informações pessoais que fornece e torna pública. Explique que eles podem usar pseudônimos e que nunca devem fornecer muitas informações sobre si mesmos a estranhos que conheceram online.

9) Lembre-se de que existe um perigo real: o anonimato da rede permite inúmeras atividades criminosas e os jovens estão expostos.

10) E por último: seja realista e lembre-se que proibir não funciona: a criança vai usar os computadores e consoles da escola e dos amigos. Você tem que aproveitar o que vale a pena e saber o que pode ser prejudicial e como equilibrar os riscos para obter o máximo da rede.


Vídeo: O Sapo Não Lava o Pé + 1 Hora de musica infantil com Os Amiguinhos


Artigo Anterior

Videochamadas móveis

Próximo Artigo

Frases de páscoa