A ideologia da mídia social


Eu vi o artigo de Tom Hodgkinson no Facebook (Com amigos como estes ...) escrito em 2008 é mais vivo do que eu pensava. Os alunos - nativos digitais - que andam pelo Facebook ou Tuenti como fazem em casa, ficam chocados ao ler que as redes sociais são um experimento social induzido por neoconservadores, neocapitalismo e até mesmo que Donald Rumsfeld e os militares estariam por trás dessa questão.

Compartilhando o assunto, alguns amigos e colegas me lembram que talvez essa posição ainda afete uma parte importante dos intelectuais e políticos de esquerda. Se assim for, a questão é ainda mais preocupante ... e talvez seja conveniente contribuir com alguma reflexão sobre este assunto.

Aparentemente ainda há um setor da esquerda europeia que pensa que tudo o que sai do Vale do Silício ou de alguns alunos de Harvard (caso do Facebook) está inserido no superestrutura e está intimamente ligado aos interesses neoconservadores. Sendo assim e com este tipo de análise, não é de estranhar que aquela parte da esquerda auto-argumente através de hábitos e linguagens que não conseguem ligar-se à grande maioria dos jovens.

Blogs, a web social direita e esquerda

Vem à minha memória que era o conservador The Heritage Foundation o primeiro a identificar o poder e o impacto dos blogs na arena política nos Estados Unidos no período entre as duas eleições de George Bush. Em análises confidenciais, ele identificou a capacidade democratizante dos blogs e seu impacto nos grandes oligopólios dos grandes grupos de mídia que existem no mundo hoje.

Hoje depois da eleição de Obama e do papel das redes sociais - de uma forma muito especial o Facebook - e quando sabemos que um blog de notícias, The Huffinngton Post, ultrapassa o Los Angeles Times em audiência e está a caminho de alcançar o The New York Times (…) Há pouco espaço para dúvidas.

Ele argumentou recentemente em um blog que o Facebook pode morrer de sucesso, apesar de seus 400 milhões de usuários (já existem mais). Apesar daquele laboratório de capitalismo que é o Facebook, de acordo com Tom Hodgkinson, seu modelo de negócios ainda não está garantido e sua previsão de IPO pelo próprio Hodgkinson não se concretizou.

É difícil para 500 milhões de pessoas de muitos países, culturas e idades estarem errados. A esquerda, como a empresa, grande ou pequena, deve começar com atitudes muito abertas aos novos fenômenos sociais ligados à Internet. Só assim é possível fazer um diagnóstico correto em relação a essas questões, poder aprofundar esses tipos de fenômenos e utilizar estrategicamente seu potencial.

Ainda hoje se observa como a esquerda - e também grande parte dos conservadores - vai para as redes sociais ou outros instrumentos 2.0 com receitas muito simplistas que vêm destacar o ceticismo e a atitude mecanicista com que as enfrentam. Mesmo assim, não é um mau indicador que pelo menos os usem ... O pior é ignorar ou rejeitar. No Conselho Consultivo do Ministério das Administrações Públicas, um colega disse-me que falando com a ex-Vice-Presidente do Governo, María Teresa Fernández de la Vega, sugeriu que, mesmo que fosse apenas para dar uma imagem mínima ao país, ou provocar um pequeno "efeito de demonstração ", os ministros saíram com um laptop ("mesmo que fosse feito de papelão") - agora seria eu almofada- debaixo do braço.

O assunto não é trivial. Muitas pequenas empresas percebem orientações e sinais das administrações públicas que facilmente aceitam ou assimilam. Caso contrário, estamos a caminho. Ou seja, cozinheiros - aliás muito habilidosos nessas práticas -, donas de casa e outros grupos muito diversos censuram ministros por seu analfabetismo digital.

E acredite em mim que em alguns casos o assunto não é anedótico e vai muito além do doloroso canon digital. A esta altura, não restam dúvidas de que o desenvolvimento da sociedade da informação na Espanha ocorreu apesar das limitações governamentais em muitas políticas realizadas nos últimos quatorze anos. E o pior é que, na minha opinião, não há perspectiva de mudança ...

Andres Pedreño



Vídeo: Marcos, rede social, covardia e ideologia


Artigo Anterior

Isaac Newton Quotes

Próximo Artigo

Alugar alojamento na Espanha