Motivação empresarial: a autonomia ou os incentivos funcionam?


É um debate interessante que Dan Pink levanta neste vídeo TED “O quebra-cabeça da motivação” com legendas em espanhol sobre a motivação dos trabalhadores da empresa. Eu recomendo.

Aparentemente, as empresas estariam erradas se, depois de fixadas as remunerações "corretas", tentassem estimular a produtividade por meio de bônus, bônus, pagamentos extras, etc. Os incentivos podem funcionar melhor para trabalhos mecânicos, mas não os criativos

Diante de incentivos financeiros, a solução é autonomia no trabalho. Deixe ampla liberdade para o trabalhador desenvolver seu trabalho e encontrar soluções.

O Google e sua política de 20% (deixando seus funcionários 20% do tempo para desenvolver suas próprias ideias) não é a única empresa que está obtendo sucesso com este tipo de política de emprego.

O que parece claro é que na sociedade do conhecimento e da inovação é necessário propor novas abordagens para o trabalho e sua motivação.

As soluções devem ser radicalmente diferentes daquelas usadas por empresas e empresários do século 19 ou 20 nas indústrias de manufatura.

Devemos estar atentos a este tipo de proposta e claro, avançar mais no novas formas ou métodos de motivação.



Vídeo: IBGC Conecta - Empresas resilientes: sucesso no mundo pós-Covid-19


Artigo Anterior

Significado do nome de Ulises

Próximo Artigo

O videogame mais lucrativo