Dicas para escolher um cruzeiro


Existem mais de 160 navios nas brochuras das 24 principais empresas de cruzeiros e mais de 7.500 itinerários, do Alasca a Zanzibar. Entre tantas ofertas, é difícil saber qual opção escolher, mas se você deseja encontrar o cruzeiro ideal, essas dicas podem ajudá-lo a avaliar as diferentes opções e escolher a viagem que mais se adapta aos seus gostos e expectativas.

Dicas para escolher um bom cruzeiro

1. Onde ir no cruzeiro

Escolha primeiro o destino e depois o barco. O Alasca e o Caribe são dois destinos clássicos, mas as empresas de cruzeiros estão adicionando novos itinerários a lugares surpreendentes como a Ásia, o Oceano Índico ou a América do Sul.

2. Quando fazer um cruzeiro

É conveniente evitar as datas de alta temporada; há mais ofertas e um dia ameno de outono pode ser muito mais agradável do que torrar ao sol do Mediterrâneo em meados de agosto. Em destinos familiares populares, como o Alasca, você obtém melhores negócios nas datas em que as crianças têm aula.

3. Com qual empresa reservar

Escolha a empresa de cruzeiros e os companheiros de viagem que melhor se adaptam à sua personalidade. Existem linhas mais informais do que outras. Algumas empresas têm códigos de vestimenta e horários definidos para as refeições; outros são mais adequados às necessidades das crianças, etc. Peça informações à sua agência de viagens e verifique as opiniões dos usuários em Cruisecritic.com.

4. O custo total do cruzeiro

Não basta consultar o preço da diária de uma cabina e multiplicá-lo pelo número de noites que dura a viagem. Consulte questões como o preço da passagem de e para o porto de origem, outros custos adicionais como álcool (a menos que a viagem inclua tudo) e os preços das excursões terrestres.

5. Planeje com antecedência

Nunca é cedo demais para começar a planejar seu cruzeiro. Muitas empresas oferecem descontos em reservas feitas com bastante antecedência e, à medida que as reservas aumentam, os preços também aumentam.

6. O navio

O tamanho é importante porque pode ditar o itinerário. Embarcações menores (até 138 passageiros) podem atracar em portos menores e oferecer uma experiência mais personalizada. Eles também costumam ser melhores para viagens voltadas para a natureza, como a Antártica ou Galápagos. Desvantagens: opções de lazer e refeições mais limitadas.

7. Tipo de cabine

Leve em consideração o itinerário ao escolher ou não uma cabine com varanda. Nos cruzeiros no Atlântico, onde você só pode ver o mar, isso não é importante, mas em outras áreas como o Alasca ou o Mediterrâneo, as vistas são tudo.

8. Planeje voos para o local de partida / chegada com alguma margem

Atrasos em voos estão se tornando cada vez mais frequentes e a menos que o voo seja reservado através da companhia de cruzeiros, o navio não vai esperar, por isso é aconselhável chegar pelo menos um dia antes do ponto de partida do cruzeiro. Por outro lado, extensões de navios de cruzeiro estão se tornando cada vez mais populares a cada dia; É conveniente ter alguns dias de margem caso no final queira estender um pouco.

9. Antes do embarque

Planeje as atividades que deseja fazer a bordo, são inúmeras as excursões e atividades, mas as mais interessantes são as primeiras a ficar sem vagas. Às vezes, você pode fazer reservas com antecedência e até aproveitar ofertas para reservas no porto.

10. Consulte um especialista

O aconselhamento profissional muitas vezes é indispensável. Para consultar as melhores agências especializadas em cruzeiros visite o seguinte endereço: travelandleisure.com/alist. Para uma lista mais extensa, consulte: cruising.org.

Fonte: Viagem e Lazer


Vídeo: Navio MSC PREZIOSA - Msc Cruzeiros


Artigo Anterior

Por que algumas pessoas nunca superam um rompimento

Próximo Artigo

Remédios para pele seca